LONDRES/MILÃO (Reuters) – Os mercados acionários europeus caíram levemente nesta sexta-feira, último dia de operação de 2017, porém marcando o ano mais forte de ganhos desde 2013 graças a um salto nas ações de tecnologia e a um robusto setor de recursos básicos.

O índice FTSEurofirst 300 <.FTEU3> caiu 0,09 por cento, a 1.530 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 <.STOXX> perdeu 0,09 por cento, a 389 pontos.

O índice britânico FTSE 100 <.FTSE> atingiu nova máxima recorde e teve alta de 0,9 por cento, enquanto o índice italiano <.FTMIB> recuou 1,2 por cento para uma mínima de 16 semanas depois que o presidente dissolveu o Parlamento na quinta-feira e uma eleição foi marcada para o dia 4 de março.

O ano de 2017 foi positivo para as ações europeias de modo geral, impulsionadas por resultados fortes das empresas, um cenário econômico favorável e sem grandes problemas políticos.

O STOXX encerrou 2017 com acumulada de 7,7 por cento, o ano mais forte desde 2013. Os índices da Alemanha <.GDAXI> e da Itália <.FTMIB> se destacaram, acumulando altas de 12,5 por cento e 13,6 por cento, respectivamente.

Mercados periféricos também tiveram um ano forte, com alta de 24,7 por cento do índice da Grécia <.ATG> e de 15,2 por cento do português PSI <.PSI20>.

O britânico FTSE 100 <.FTSE> ficou um pouco atrás, subindo 7,6 por cento em 2017, da mesma forma que o espanhol IBEX <.IBEX>, que subiu 7,4 por cento depois que a crise na Catalunha reduziu o entusiasmo por ações espanholas no final do ano.

Olhando à frente para 2018, os investidores permaneceram animados sobre o mercado acionário da região, embora existam preocupações de quem uma valorização adicional do euro poderia prejudicar resultados e riscos políticos poderiam desacelerar a economia.

Em LONDRES, o índice Financial Times <.FTSE> avançou 0,85 por cento, a 7.687 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX <.GDAX> caiu 0,48 por cento, a 12.917 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 <.FCHI> perdeu 0,50 por cento, a 5.312 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib <.FTMIB> teve desvalorização de 1,21 por cento, a 21.853 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 <.IBEX> registrou baixa de 0,49 por cento, a 10.043 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 <.PSI20> valorizou-se 0,36 por cento, a 5.388 pontos.

Fonte: http://www.dci.com.br/economia/%C3%ADndices-acion%C3%A1rios-europeus-registram-melhor-ano-desde-2013-com-tecnologia-e-minera%C3%A7%C3%A3o-1.673581