Realizar busca
- 12/12/2017 - 20:58
Ecovix leiloará bens de estaleiro gaúcho

Já há algum tempo, são claras as evidências das dificuldades enfrentadas pelo polo naval gaúcho. Outra prova dessa situação será dada em breve. Dois leilões, um marcado para esta quinta-feira e outro para a próxima segunda-feira, oferecerão ao mercado máquinas, sucatas, materiais e equipamentos do estaleiro da Ecovix localizado em Rio Grande.

Os certames on-line estão sendo organizados por Milan Leilões e Norton Leilões. O conjunto de itens que serão vendidos compreende aparelhos de solda, contêineres, computadores, cantoneiras, torres, cabos, postes de concreto, eletroferragens etc. O valor total dos artigos é avaliado em aproximadamente R$ 5 milhões.

O leiloeiro Norton Fernandes explica que os leilões abrangem bens que são considerados inservíveis para a operação da empresa. Os certames fazem parte do plano de recuperação judicial da Ecovix para obter recursos para pagar funcionários e credores. O pedido de recuperação do grupo foi feito em dezembro do ano passado. De acordo com Fernandes, já há cadastros de interessados na disputa, ligados a diversos segmentos da economia e de várias partes do País, devido à diversificação da natureza dos ativos.

O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio Grande e São José do Norte, Sadi Machado, vê com bons olhos a realização dos leilões. O dirigente revela que o sindicato chegou a analisar a possibilidade de entrar com uma ação judicial contra a iniciativa, mas depois percebeu que era uma medida que poderia ajudar a pagar os trabalhadores. “É claro que preferiríamos que o estaleiro estivesse operando a pleno, com mais de 10 mil pessoas”, lamenta o sindicalista.

Conforme Machado, atualmente estão atuando no complexo da Ecovix em Rio Grande cerca de 200 trabalhadores (incluindo pessoal terceirizado que está cortando blocos da plataforma P-72, que foram vendidos como sucata para a Gerdau). O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio Grande e São José do Norte reclama que deveria haver uma movimentação política mais forte em torno do polo naval gaúcho e adianta que os obstáculos para o complexo serão enormes no próximo ano.

Procurada pela reportagem do Jornal do Comércio, a assessoria de imprensa da Ecovix disse que a empresa não iria comentar sobre o leilão. Antes dos bens da companhia, a Milan Leilões e a Norton Leilões organizarão amanhã um certame envolvendo um prédio comercial com 11 pavimentos, na rua General Câmara, números 428 e 432, no Centro de Porto Alegre. O edifício pertence à Fundação Banrisul de Seguridade Social, e o lance mínimo será de R$ 7,073 milhões. São ao todo 32 salas no prédio, com vários tamanhos, três lojas no térreo (duas adaptadas para salas) e 10 estacionamentos no subsolo. Todos os imóveis possuem matrículas individuais. A área total do prédio é de 3.214 metros quadrados, e a área privativa é de cerca de 1,9 mil metros quadrados.

Fonte: https://www.portosenavios.com.br/noticias/ind-naval-e-offshore/41795-ecovix-leiloara-bens-de-estaleiro-gaucho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​