Realizar busca
- 18/04/2018 - 08:28
Um grande marco: pela primeira vez na história Microsoft anuncia sua própria distribuição Linux

A Microsoft é uma das gigantes do mundo da tecnologia. Com o Windows, ela é um dos grandes nomes quanto se remete a computadores. Antigamente a empresa era conhecida e criticada por ser extremamente fechada com relação aos seus sistemas. Com a chegada de Satya Nadella, isso aos poucos foi mudando, até que ela própria passou a liberar o download do “núcleo” de distribuições Linux na própria loja do sistema das janelas. Dessa forma, ela passou a abraçar aos poucos o software livre.

E hoje, pela primeira vez na história da Microsoft, a empresa anunciou sua distribuição própria do Linux, chamada de Azure Sphere OS. Focado em internet das coisas, ele não será um concorrente do Windows.

Esse sistema foi criado sendo um dos pilares do Azure Sphere, um pacote de soluções da empresa para aprimorar a segurança de chips que podem estar integrados em produtos voltados à sua casa, ou que simplesmente possam ser enquadrados dentro da categoria de internet das coisas.

Somos frequentemente alertados dos riscos que dispositivos conectados podem gerar, pois apesar de ser benéfico, a segurança não seguiu a evolução rápida da conectividade. E isso deverá ser contornado por meio da novidade, usando hardware, software e serviços em nuvem.

No primeiro caso, a Microsoft criou projetos de processadores mais poderosos e eficientes, compatíveis com o Azure Sphere, e que serão disponibilizados aos fabricantes. No segundo, o Azure Sphere OS, que é uma distribuição Linux (o Windows não foi usado por ser grande demais e difícil de mexer para o que haviam em mente).

Por fim, a unificação de software e hardware irá se comunicar com serviços na nuvem do Azure Sphere, que foi criado com o objetivo de manter esses chips atualizados com pacotes de segurança por 10 anos. Segundo a empresa, os chips certificados por ela deverão chegar ao mercado ainda esse ano.

O anúncio foi feito pelo presidente da Microsoft, Brad Smith, que disse:

Depois de 43 anos, este é o primeiro dia em que estamos anunciando – e distribuindo – um kernel Linux personalizado.

A empresa afirmou que, apesar de ter iniciado a distribuição desse novo OS, o Windows ainda continuará sendo seu sistema operacional principal. De qualquer forma, essa distribuição é um marco na história da tecnologia. Uma gigante, famosa pelos softwares próprios, que no passado foi duramente criticada por ser extremamente fechada, lança pela primeira vez um sistema operacional baseado em um dos seus maiores concorrentes, mesmo que seja voltado para segurança de produtos focados em internet das coisas.

 

 

 

Fonte: Tudo Celular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​