De acordo com informações do Sintracon, que está organizando a paralisação, o valor do frete repassado aos caminhões é cerca de 50% menor em Santa Catarina do que em outros estados. Alega que no porto de Santos, os caminhoneiros autônomos recebem R$ 232,00 pelo frete num trajeto de cerca de 15 km. Em Santa Catarina, o valor é de R$ 125,00 por 16 km rodados.

De acordo com dados que circulam na internet, são cerca de 3.500 caminhoneiros autônomos que atendem os portos de Santa Catarina. Itajaí, que tem o principal porto de SC, tem cerca de 8.500 caminhões, sendo a segunda maior frota do estado.

Apreensão
O secretário da Agricultura, deputado Moacir Sopelsa, externou pela manhã grande preocupação com a greve dos caminhoneiros autônomos, sobretudo neste momento de crise financeira que apresenta um dado importante na balança comercial brasileira, com o recorde nas exportações.

Fonte: http://dc.clicrbs.com.br/sc/colunistas/moacir-pereira/noticia/2017/03/transportadores-de-cargas-de-sc-fazem-paralisacao-geral-9739944.html