Realizar busca
- 17/11/2017 - 21:20
Sonia Rotondo representa a NTC em evento sobre a DU-IMP (Declaração Única de Importação)
Em novembro de 2003, surgiu a ideia de se formar uma aliança entre setores público e privado para a modernização da Alfândega no Brasil. A aliança então foi lançada na conferência da UNCTAD na cidade do Rio de Janeiro. A conferência da UNCTAD forneceu a adequada estrutura internacional para dar legitimidade à iniciativa.
 
O projeto foi apresentado e endossado na reunião do MERCOEX, associação regional que reúne os exportadores brasileiros (AEB), argentinos (CERA), uruguaios (Unión de los Exportadores) e paraguaios.
 
A partir do apoio da Associação de Exportadores Brasileiros (AEB), foi criada uma Aliança composta inicialmente de 54 instituições empresariais e uma ONG (Transparência Brasil), dentre elas a NTC&Logística.
 
Na última terça-feira (14/11), Sonia Rotondo, diretora executiva de transporte internacional da NTC&Logística, representou a entidade em um evento (Consulta Pública) da PROCOMEX para o lançamento da DU – IMP (Declaração Única de Importação). Na ocasião estavam presentes representantes da SECEX, MDIC e Aduada (RFB).  “O DU-IMP é um novo paradigma para o comércio exterior no Brasil”, afirma Sonia. 
 
São diversas e substanciais as modificações que sofrerá o processo de importação no Brasil com a introdução da DU-IMP no sistema aduaneiro atualmente em vigor. As novidades que têm como plano do Governo, serem implementadas no fim de 2018 são muitas, no entanto, merecem destaque especial: A antecipação do início do despacho aduaneiro de mercadorias aos importadores certificados como OEA Nível 2 e pleno, a introdução do conceito de Licenciamento “guarda-chuva” de Importação e a flexibilização do procedimento para recolhimento dos tributos incidentes nessa operação.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​