Realizar busca
- 21/09/2018 - 08:36
Robôs de serviços chegam ao mercado brasileiro

Parece cenário de filme futurista, mas os robôs físicos dotados de inteligência artificial para desempenhar funções ligadas a serviços, como atendimento e interação com os clientes, já adentram o mercado brasileiro. A estreia será no início de novembro no ramo de hotelaria, em que ele exercerá a função de concierge de um hotel, dando informações de hospedagem, indicações de restaurantes, passeios, horários de alimentação e acesso à rede de WiFi.

A iniciativa é da startup paulista XRobô. De acordo com o CEO da empresa, André Araújo, os softwares que estão sendo criados para os robôs visam o desempenho de tarefas repetitivas do dia a dia em empresas.

“As aplicações são desenvolvidas em português e sob medida para a demanda de cada negócio, em que eles podem atuar como recepcionistas, atendentes de loja, consultores de produtos e serviços, entre muitas outras funções. O céu é o limite”.

Quanto à chegada dessa tecnologia ao Nordeste, o empresário destaca que a companhia pretende entrar no mercado da região, ainda mais com o crescimento do turismo local. “Um de nossos segmentos-foco é hotelaria e o Nordeste é vastíssimo em opções de turismo e redes de hotéis e pousadas, além de ser um mercado interessante e extremamente estratégico para nossa empresa”, aponta.

Aplicações diversas

Atualmente, a empresa está desenvolvendo aplicações da tecnologia em segmentos como educação, para que robôs atuem como assistentes e auxiliares de ensino fundamental e médio; saúde, como cuidadores e assistentes em hospitais e clínicas; hotelaria, como concierges; e restaurantes, bancos, shoppings, aeroportos, lojas, supermercados e farmácias, como atendentes e auxiliares de informação.

O varejo, segundo avalia o CEO da empresa, é um setor estratégico que vem buscando inovação tecnológica na sua forma de atendimento. “Vale lembrar que o robô em si precisa de softwares customizados, para que atuem em cada setor específico. E são essas aplicações que estamos desenvolvendo. É uma realidade totalmente nova e que finalmente chega ao mercado brasileiro”, destaca Araújo.

Os robôs são humanoides, ou seja, autômatos que imitam o corpo e as feições de humanos, e contam com recursos de locomoção em ambientes de um nível, sensores para detecção de obstáculos, detecção de face humana, projetor de vídeos, tela HD com sensibilidade a toque, câmera HD 3D, auto-falantes, reconhecimento de voz e fala, baseados em plataforma Androide. 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​