Realizar busca
- 03/04/2018 - 08:14
Regularização de dívidas no Brasil cai em fevereiro

A regularização de dívidas dos brasileiros que estão inadimplentes teve leve queda em fevereiro na comparação com o mesmo mês do ano passado. O recuo foi de 0,35%, segundo o Indicador de Recuperação de Crédito, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). No acumulado de 12 meses, o número foi de 0,80% de redução no volume de pessoas que estão quitando seus débitos.

Os resultados são obtidos a partir das exclusões de registros de inadimplência conforme pagamento integral da dívida ou renegociação do débito. Apesar do dado negativo, a queda do número de dívidas colocadas em dia é mais sutil do que nos períodos mais agudos da crise econômica. Em fevereiro de 2017, por exemplo, a queda no acumulado de 12 meses foi de 1,91% e, em fevereiro de 2016, de 3,04%.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os dados estão em linha com a lenta e gradual retomada da economia brasileira. “O número de consumidores com contas atrasadas e registrados em lista de inadimplentes continua muito elevado, mas já não está no mesmo patamar que no auge da recessão”, diz.

Perfil de quem regularizou dívidas

Do total de inadimplentes que quitaram suas pendências, a maior parte (45%) tem idade entre 30 e 49 anos. A segunda faixa que mais recuperou crédito é dos consumidores de 18 a 29 anos (14%), seguido dos idosos acima de 65 anos de idade (12%). As mulheres têm um pouco mais de participação do que os homens neste levantamento. O sexo feminino representou 52% das dívidas regularizadas contra 48% dos homens.

A única região a apresentar alta no volume de dividas regularizadas é o Centro-oeste, cujo crescimento foi de 0,98% no acumulado em 12 meses no último mês de fevereiro. A queda mais acentuada foi observada nos estados que compõem a região Norte, um recuo de 12,94%. Em seguida aparecem, com queda, as regiões Sul (11,93%), Sudeste (6,39%) e Nordeste (0,78%).

Origem das dívidas

Entre todas as dívidas que foram pagas em fevereiro, 58% são com instituições bancárias, como faturas de cartões de crédito, financiamentos, empréstimos e seguros. O segundo tipo de dívida em atraso foram as contas de água e luz, que representam 22% do total de pendências quitadas. Em terceiro lugar aparecem as dívidas regularizadas no crediário ou boleto no comércio, com 10%. Já as pendências com empresas de telecomunicação, como contas de telefonia, TV por assinatura e internet, representaram um total de 4% em fevereiro.

 

 

Fonte: Portal no Varejo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​