Realizar busca
- 14/03/2017 - 18:29
Petrobras perde R$ 8,5 bilhões de valor e tem seu pior pregão em 4 meses

Na análise técnica, a ação ordinária fechou praticamente em cima da média móvel aritmética de 200 períodos no gráfico diário

SÃO PAULO – A Petrobras (PETR3; PETR4) encerrou esta terça-feira (14) como a maior queda do Ibovespa, com os papéis preferenciais recuando mais de 5% em dia que queda do petróleo e noticiário negativo para companhia. Com a queda de hoje, a estatal perdeu R$ 8,537 bilhões de valor de mercado.

 

As ações ordinárias recuaram 3,75%, cotadas a R$ 14,37, enquanto as preferenciais caíram 5,43%, para R$ 13,59. No caso dos papéis ON, foi o pior fechamento desde 30 de setembro do ano passado, com a maior queda diária desde o último dia 11 de novembro.

A ação ordinária fechou praticamente em cima da média móvel aritmética de 200 períodos no gráfico diário (um importante balizador usado por tesourarias e grandes investidores para definir a tendência de uma ação). A ação PETR4 ainda opera acima da MMA200 desde 8 de abril de 2016. De lá pra cá, ela já subiu 76%.No noticiário da companhia, pesou a queda do petróleo no exterior, com o barril tipo brent caindo 1,19%, a US$ 50,74, enquanto o WTI teve perdas de 1,67%, a US$ 47,59 o barril. As perdas ocorreram após a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) prever que a oferta fora do grupo pode crescer em 400 mil barris de petróleo por dia este ano, o que representaria uma revisão para cima em 160 mil barris de petróleo por dia em relação à expectativa anterior. 

Além disso, a estatal reagiu a mais uma má notícia no radar: o TCU (Tribunal de Contas da União) poderá obrigar a Petrobras a recomeçar do zero projetos de venda de ativos para corrigir procedimentos considerados irregularidades, segundo informou a Agência Estado. 

Pela notícia, a proposta deve ser apresentada em plenário pelo relator do processo que avalia os desinvestimentos da estatal, José Múcio Monteiro, em julgamento previsto para esta quarta-feira (15). Um novo voto, com esse entendimento, estava sendo preparado nesta segunda-feira pela equipe do ministro, após discussões com outros integrantes da corte. Em entrevista ao jornal O Globo, Pedro Parente, presidente da estatal, destacou que o programa de venda de ativos da Petrobras “não é uma alternativa, não é uma escolha, é uma necessidade”.

Fonte: http://www.infomoney.com.br/petrobras/noticia/6235282/petrobras-perde-bilhoes-valor-tem-seu-pior-pregao-meses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​