Realizar busca
- 15/03/2019 - 08:14
Para Bridgewater, economia e mercado brasileiros vão surpreender positivamente

SÃO PAULO – Os investidores estrangeiros vêm se alternando nas opiniões sobre a economia brasileira. Depois de projeções de crescimento revistas para baixo pelo BNP Paribas e pelo Bank of America Merrill Lynch, hoje a equipe da Bridgewater Associates, fundada pelo lendário investidor Ray Dalia, demonstrou otimismo com a economia tupiniquim.

Em relatório, a empresa de investimentos, que administra um dos maiores fundos de hedge do mundo, indicou que o Brasil está preparado para um forte desempenho econômico e de ativos.

Para os analistas da Bridgewater, depois de anos de condições fracas, o crescimento do país está se acelerando e sinaliza que o Brasil está pronto para uma forte recuperação em relação a níveis extremamente deprimidos.

“Esperamos que, ao longo do próximo ano, o crescimento em relação ao potencial seja o mais forte do mundo”, escreveram Sean Macrae, David Trinh e Luca de Angelis.

Segundo eles, após a pressão sofrida diante do aperto de liquidez nas economias mais desenvolvidas, a maior parte dos mercados emergentes já se ajustou e as condições econômicas têm melhorado. Os ativos, contudo, ainda estão precificando condições fracas. Este contraste seria particularmente significativo no Brasil.

Na avaliação da equipe de análise, a inflação baixa e a moeda estabilizada dão espaço para o Banco Central brasileiro afrouxar a política monetária e sustentar a recuperação e os preços dos ativos.

Os principais riscos partem de uma má gestão política, com a batalha para a aprovação da reforma da Previdência como o teste mais imediato.

“Dado que os preços já descontam uma extrema fraqueza e uma má gestão, pensamos que há um espaço considerável para a economia brasileira e os ativos surpreenderem positivamente”, reforçou a Bridgewater.

 

Fonte: InfoMoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​