Realizar busca
- 11/04/2017 - 22:32
Ordem de serviço para contenção é assinada

As obras do muro do tipo Big BagWall devem durar até 120 dias. O investimento é de R$ 3,7 milhões

Após o avanço do mar destruir parcialmente a Avenida Litorânea, na praia do Icaraí, o local deve receber, enfim, um equipamento capaz de conter a força das águas. Pelo menos é o que estima o município de Caucaia com a continuidade da construção do muro do tipo Big BagWall na orla, em um trecho com extensão de 310 metros. O prefeito Naumi Amorim assinou a ordem de serviço para os trabalhos durante solenidade realizada na tarde de ontem.
Após processo licitatório na modalidade concorrência de preço, a empresa Grécia Construções Ltda. Foi a escolhida para se encarregar pelas obras, que devem durar até 120 dias. O investimento é de R$ 3,7 milhões.

“Esse é o sonho de muita gente dessa região porque o mar já avançou 50 metros e hoje estamos dando continuidade as obras do governo passado. Isso aqui não é o que precisamos fazer, de fato, é uma medida emergencial, mas vamos correr para termos um projeto pronto para fazermos os espigões”, disse o prefeito Naumi Amorim.

Dessa vez, segundo destaca o secretário de infraestrutura de Caucaia, Kleber Correia, o projeto conta com um importante processo de drenagem, fazendo com que o muro seja capaz de conter as ondas, que podem chegar a 3,20 metros de altura. “Nesse novo projeto estamos colocando uma drenagem longitudinal, profunda, para retirar toda a água que estiver contida no lençol freático aqui próximo a maré e com isso evitar carreamento do solo fino por debaixo do Big BagWall”, explica.

Revitalização

Após os 120 dias necessários para finalização do muro, é esperado, segundo estima Kleber Correia, a revitalização dos 3,7 quilômetros da orla do Icaraí, com padronização das barracas, calçadão, área para ciclistas e nova iluminação. O projeto total está orçado em R$ 53 milhões.

Em paralelo, o secretário ressalta estar em andamento estudo de viabilização de 13 espigões. “Foi feito estudo de batimento para ver a profundidade e força do mar, todo estudo de velocidade de correntes marítimas. Está sendo providenciado a contratação de uma empresa nacional para executar todo esse estudo que vai durar um ano e meio e com isso fazer um estudo de impacto ambiental e apresentar ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis)”.

Com o projeto pronto, a expectativa é que a praia volte a ser frequentada, tendo em vista uma queda de 70% no turismo nos últimos oito anos, conforme diz o secretário de turismo de Caucaia, Paulo Guerra. “Queremos trazer os nossos visitantes de volta. Nossos barraqueiros hoje sobrevivem com um movimento muito modesto”.

Fonte: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/cidade/ordem-de-servico-para-contencao-e-assinada-1.1735924

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​