Realizar busca
- 25/10/2019 - 07:00
O panorama das carteiras digitais no Brasil, segundo pesquisas do Google

O Google recebe, mensalmente, cerca de 150 milhões de buscas mensais sobre o setor financeiro no Brasil. Só as fintechs representam cerca de 15 milhões das pesquisas feitas na plataforma. Segundo Marcel Bonzo, head de Telecom da companhia, os números deixam claro para onde estamos caminhando: para a digitalização dos serviços financeiros.

Segundo o executivo, isso é apenas o começo. “Quando você percebe que o sistema financeiro transita por todos os outros ecossistemas, vemos o quanto ele traz oportunidades”, ressaltou Bonzo durante o InnovationPay 2019, em São Paulo.

Uma das grandes tendências destacadas por ele é o das carteiras digitais. A nova opção de pagamento já está sendo oferecidas por fintechs como PagSeguro, PayPal e PicPay, por players tradicionais como Itaú, Cielo e Visa, além de empresas de outras indústrias, como Mercado Pago, Rappi e até mesmo o Google.

Um levantamento realizado pela companhia em setembro deste ano por meio do Google Surveys, ferramenta para pesquisas de mercado personalizadas, revela alguns dados importantes para entender essa nova tendência:
Buscas

Das 150 milhões de buscas realizadas todo mês sobre o setor financeiro no país, 4 milhões envolvem as carteiras digitais — o que representa um crescimento de 37% em um ano. Outros assuntos como cartão e adquirentes registram 16 milhões e 6 milhões de pesquisas, mas com crescimento de 3% e 13% respectivamente.

Conhecimento

Ainda há uma confusão do consumidor em relação à carteira digital e seus benefícios. 61% dos dos usuários do Google não sabem dizer o que é a ferramenta. As principais dúvidas dos usuários são sobre como funciona a tecnologia, como retirar dinheiro e como pagar com ela.
Barreiras

A mudança no hábito de pagamento e a falta de entendimento são as principais barreiras de adoção para aqueles que já conhecem as carteiras digitais. 32.4% dos usuários sabem o que é a ferramenta mas nunca utilizaram ou baixaram aplicativos. Dessas pessoas, 12,3% têm a percepção de que falta segurança nas transações e outras 6,3% não usam porque a tecnologia depende do celular.

Fonte: StartSE

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​