Realizar busca
- 21/09/2018 - 08:55
Nova farmácia Onofre – com robôs, telas interativas e self check-out

Já imaginou entrar em uma farmácia e ter acesso à telas interativas com dicas de produtos de acordo com seu tipo de pele, um quiz sobre sintomas de doenças e um robô que busca o seu remédio no estoque? Pois bem, isso já existe em São Paulo. A Drogaria Onofre resolveu modernizar uma de suas unidades, na Avenida Paulista, para oferecer uma nova experiência aos seus clientes em uma farmácia interativa, modelo para a rede.

Visitei o espaço com 200 m² totalmente reformulado e o primeiro a receber o novo logotipo da Onofre CVS Pharmacy. O grupo americano anunciou em fevereiro a compra da rede com 44 lojas no Brasil e que tinha uma administração familiar. Ao entrar, a nova Onofre mostra-se muito organizada, com os itens cuidadosamente disponibilizados por setores, como Cuidados com os pés, Higiene Feminina, Banho e Alimentação infantil.

Em pontos específicos, encontrei algumas telas interativas. A primeira delas tinha como mensagem inicial “Descubra como cuidar do seu tipo de pele em 4 passos”. O usuário responde algumas perguntas e tem acesso à uma seleção de produtos personalizados de acordo com o resultado. Ao clicar em cada um deles, é possível ler mais informações e entender o que os produtos prometem.

Em outro setor, um quiz sobre diabetes chama atenção. Com algumas perguntas sobre mitos e verdades, conheci um pouco mais sobre a doença à medida em que o teste evoluía. Também tive acesso à produtos, cuidados e novidades sobre o assunto. Tudo de forma digital e com alguns “cliques”. Outra tela interativa é oferecida pela Johnson & Johnson. O usuário pode conhecer três produtos da marca movimentando os objetos que passam por sensores.

A unidade também conta com a Onofre Clinic, espaço que disponibiliza serviços básicos como acompanhamento de gestante, aplicação de vacinas, aferição de pressão e teste de glicemia. O atendimento fica por conta de farmacêuticos e profissionais especializados.

Estoque inteligente

O armazenamento, a distribuição e a manipulação de medicamentos também foi aprimorada com um robô que automatiza essas tarefas. Funciona assim: o cliente pede o produto no balcão e o atendente coloca a informação dentro do sistema de consulta vinculado ao robô. No visor, é possível ver a quantidade daquele item em estoque e pedir medicamentos diferentes de uma só vez.

Depois de fazer o pedido, o robô identifica o item, separa no estoque e deposita em um dos dispensers (são quatro ao todo) com acesso direto ao balcão. O atendente então pega o item e entrega ao cliente. Fiz o teste e em menos de um minuto já estava com o remédio em mãos. Mas, vale lembrar que o tempo varia de acordo com o número e a ordem de pedidos.

Autonomia no check-out

Outra novidade está na hora de fazer o pagamento. Todos os atendentes da loja podem finalizar a compra do cliente sem ir ao caixa, e a rede já aposta no conceito de omnichannel – qualquer um pode comprar pelo site e receber na Onofre física. Além disso, é possível finalizar a compra sozinho, pelos caixas self check-out.

O processo é simples: você responde algumas perguntas e depois passa o código de barras dos produtos no sensor da máquina. Assim, os itens são contabilizados em uma lista de compras. Depois, é preciso selecionar a forma de pagamento – cartão de crédito ou débito – e finalizar a transação. Para quem precisar, sempre há um atendente por perto para ajudar no processo. Selecionando dois itens, levei cerca de dois minutos para concluir minha compra, certamente mais rápida do que em um caixa tradicional.

A unidade foi reestruturada para acompanhar uma demanda de um mundo cada vez mais conectado, e a previsão é de que outras farmácias da rede recebam as tecnologias. Possivelmente, no futuro, veremos concorrentes fazendo o mesmo – afinal, quem não inovar certamente perderá espaço no mercado.

 

Fonte: StartSe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​