Realizar busca
- 17/11/2017 - 21:26
Meirelles: há possibilidade de ocorrer mais um descontingenciamento este ano
 

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 17, a jornalistas que o desbloqueio de gastos públicos retidos no Orçamento anunciado hoje deve ser o último de 2017, mas há a possibilidade de ocorrer mais um, dependendo de como se comportar a arrecadação do governo nos dois meses finais do ano. Hoje foi anunciada a liberação de R$ 7,5 bilhões.

“Não se garante que é o último (descontingenciamento). É possível que ocorra mais um no último relatório (de Avaliação de Receitas e Despesas), dos últimos dois meses (do ano)”, disse o ministro. O próximo relatório deve ser divulgado no início de 2018.

O valor liberado do Orçamento vai atender a necessidades da máquina pública, disse Meirelles. Havia inicialmente o temor de que ao bloquear recursos alguns ministérios fossem parar.

Meirelles ressaltou aos jornalistas que a parte dos recursos liberados que vão para emendas parlamentares, cerca de R$ 600 milhões, é uma determinação constitucional. “São emendas obrigatórias”, afirmou, destacando que na medida em que se liberam recursos de outras contas, também são liberadas estas emendas.

Meirelles afirmou que a próxima semana promete ser decisiva para a reforma da Previdência. Ele reafirmou que vê chances de o texto ser aprovado ainda em 2017, mas ressaltou que o Congresso é soberano para pautar quando a medida entra em votação.

As discussões em Brasília são “intensas” e seguem em andamento, disse Meirelles. O ministro ressaltou que existe consciência dos parlamentares de que a reforma é fundamental. “Não é uma questão de que com que idade cada um vai se aposentar. O importante é garantir que todos os brasileiros não tenham dúvida de que vão receber a aposentadoria.”

O ministro citou o caso da Grécia, que entrou em crise e o governo passou a ter dificuldade de pagar as aposentadorias. Para isso, começou a reduzir o benefício e ao todo foram 14 cortes. “O Brasil está longe disso, mas para isso precisamos tomar as medidas agora.”

A resistência ao texto que muda as regras das aposentadorias é normal, disse Meirelles. “Não há reforma da Previdência em lugar nenhum do mundo que tenha sido feita sem resistência.”

O ministro falou com a imprensa após fazer palestra na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Na apresentação, fechada à imprensa, Meirelles disse que a confiança dos agentes vem subindo e a economia brasileira já está crescendo. O ministro ressaltou, porém, que é essencial que as reformas, sobretudo a da Previdência, sejam aprovadas para que as contas fiscais sejam ajustadas e essa trajetória de retomada seja sustentável.

Fonte: https://istoe.com.br/meirelles-ha-possibilidade-de-ocorrer-mais-um-descontingenciamento-este-ano/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​