Realizar busca
- 08/03/2019 - 08:16
Mark Zuckerberg anuncia um ‘novo Facebook’ focado em privacidade

Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, admite que a sua rede social não vem apresentando uma boa relação com a privacidade. Porém, o empreendedor afirma que sua equipe tem a capacidade de evoluir e construir o serviço que as pessoas de fato querem. Neste momento, de acordo com Zuckerberg, as pessoas querem sociabilizar com privacidade em uma rede mais simples. É exatamente isto que ele propõe em uma “multiplataforma”.

Em um post na rede social, o bilionário norte-americano anunciou uma visão para um “futuro focado em privacidade”. Zuckerberg comparou o Facebook a uma “praça pública”, onde o que se diz é ouvido por todos à volta e se conhece novas pessoas, e idealizou uma rede nova que seja mais como uma “sala de casa”. Nela, os usuários terão mais liberdade para “serem eles mesmos e se conectarem de forma mais natural”.

Em entrevista à Wired, Mark Zuckerberg não deixou claro se esta plataforma estará dentro do app do Facebook ou se será um software independente – mas apontou para um futuro em que seus serviços serão integrados. “Existem, hoje paredes artificiais. Se você quer enviar uma mensagem a um contato do Facebook, você precisa abrir o Messenger. No Instagram, você utiliza o Direct”, diz o empreendedor. “Eu acredito que será valioso conectar os serviços”.

Zuckerberg não esconde que o plano pode assustar investidores. Afinal, boa parte de seu modelo de negócios é baseado em anúncios personalizados com base em dados privados de seus usuários. Entretanto, o CEO afirma que o foco primário de seus negócios é sempre criar um serviço que as pessoas realmente queiram e gostem de usar. A maneira como as empresas entrariam na plataforma é um segundo passo no percurso.

O “novo Facebook”, segundo Mark Zuckerberg

Interações privadas

Pessoas devem ter locais íntimos e simples onde elas têm total controle sobre com quem elas se comunicam e confiança de que ninguém mais tem acesso a o que elas compartilham.

Segurança

As comunicações privadas devem ser seguras. Encriptação de ponta a ponta previne que qualquer um – incluindo o próprio Facebook – de ver o que as pessoas compartilham na plataforma. Além disso, os usuários devem esperar que a equipe faça tudo dentro dos limites para que elas se sintam seguras neste ambiente.

Conteúdos efêmeros

Para que as pessoas se sintam confortáveis e sejam elas mesmas, elas não devem se preocupar se aquilo que elas compartilham vai ser usado contra elas no futuro. Mensagens e “stories” não devem ficar disponíveis por mais tempo que o necessário para entregar o conteúdo à outra parte.

Interoperabilidade

Pessoas devem poder utilizar os aplicativos que preferem para se conectar com os amigos, de forma rápida e segura, independente de quais apps estes gostem de utilizar.

Armazenamento seguro de dados

Não serão armazenados dados das pessoas em locais com retrospecto negativo em relação a direitos humanos, privacidade e liberdade de expressão, para garantir que não haverá acessos indevidos às informações.

 

Fonte: StartSE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​