Realizar busca
- 28/04/2017 - 20:59
Incêndio grave destrói centro logístico de empresa angolana de produção de bebidas

Um incêndio de grandes proporções deixou totalmente destruída a central logística da Refriango, empresa angolana especializada na produção e distribuição de refrigerantes, sumos, águas e bebidas alcoólicas.

Segundo o chefe do gabinete de comunicação institucional do Serviço de Proteção Civil e Bombeiros, Faustino Sebastião, o incêndio deflagrou por volta das 20:00 de quinta-feira, tendo sido mobilizados para o local mais de 50 homens e seis viaturas.

O responsável avançou que o fogo ficou controlado por volta da meia-noite, mas as forças dos bombeiros continuaram no local para apagar alguns focos que permaneciam ativos.

“Atendendo à especificidade, quer da construção da infraestrutura e dos meios, que se encontravam acomodados no seu interior, os bombeiros enfrentaram alguma dificuldade para debelar o mesmo”, disse Faustino Sebastião.

O incêndio, que terá deixado totalmente danificados todos os meios, afetou apenas o interior do centro, segundo Faustino Sebastião, não havendo vítimas humanas a registar.

“Começou nas instalações, porque além do armazém que é de grande dimensão, também o espaço que o circunda, os muros, são bastante vastos e no exterior nada foi afetado apenas o interior da infraestrutura ficou afetado”, referiu.

Sobre o que terá provocado o incêndio, o responsável considerou prematuro avançar-se qualquer informação, salientando que vão estar reunidos com gerência da logística e a empresa de segurança “para de forma mais acautelada ir ao encontro do que deu origem a este monstruoso incêndio”.

A Refriango, localizada no município de Viana, arredores de Luanda, é uma das marcas que mais se internacionalizou em Angola, processo iniciado em 2010, com sumos e posteriormente cerveja.

O grupo afirma operar o maior complexo industrial de Angola, com 42 hectares, e uma capacidade de produção de 1.9 mil milhões de litros ao ano, através de 26 linhas de enchimento dos mais diversos tipos de embalagem, que respondem a mais de 150 produtos, distribuídas por quatro fábricas, que emprega 3.500 colaboradores.

Fonte: http://www.dn.pt/mundo/interior/incendio-grave-destroi-centro-logistico-de-empresa-angolana-de-producao-de-bebidas-6251180.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​