Realizar busca
- 16/04/2018 - 11:18
Ibovespa Futuro recua acompanhando queda das commodities e digerindo última pesquisa eleitoral

SÃO PAULO – Os contratos futuros do

Ibovespa

com vencimento em maio recuavam 0,30%, aos 83.870 pontos, às 9h16 (horário de Brasília) desta segunda-feira (16), acompanhando a queda das commodities nesta manhã, com destaque para a correção de 2,5% do minério de ferro na China, como com os investidores digerindo a última pesquisa eleitoral divulgada pelo Datafolha.

A pesquisa, que foi divulgada neste domingo (15) pela Folha de S. Paulo, mostrou Marina Silva encostada em Jair Bolsonaro, Joaquim Barbosa à frente de Ciro Gomes e Geraldo Alckmin estagnado. O resultado mostrou que a prisão do ex-presidente Lula diminuiu o apoio do eleitorado e elevou a desconfiança da candidatura presidencial. O levantamento apontou o petista com 31% das intenções de voto no cenário mais favorável entre nove pesquisados. No fim de janeiro, Lula tinha até 37% das intenções de voto.

Nos cenários sem Lula, Bolsonaro e Marina Silva ficam empatados na liderança. Ele tem 17% das intenções de voto, e ela oscila entre 15% e 16%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Ciro Gomes (PDT) possui 9% em todos os cenários sem Lula, empatado com Geraldo Alckmin (PSDB), que varia de 7% a 8%. Já o ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa – que entrou no PSB, mas ainda não se lançou candidato – oscila entre 9 e 10%. Após o Datafolha, o DataPoder360 registrou pesquisa, com publicação prevista para 19 de abril. 

No mesmo momento, o dólar futuro com vencimento em maio registrava desvalorização de 0,15%, aos R$ 3,422. Enquanto isso, os juros futuros com vencimento em janeiro de 2019 e 2021 estavam praticamente estáveis, cotados a 6,22% e 8,00%, respectivamente, refletindo o último relatório Focus, com o mercado mais uma vez reduzindo a expectativa para a inflação este ano, passando de 3,53% para 3,48%, como para o resultado do PIB de 2,80% para 2,76%.

Bolsas mundiais

Em meio à tensão geopolítica com o bombardeio dos EUA, Reino Unido e França à Síria e o anúncio de novas sanções dos americanos à Rússia, as bolsas mundiais oscilam entre leves perdas e ganhos, enquanto os índices futuros têm alta em Wall Street. 

Na noite de sexta-feira (13), os 3 países lançaram uma ofensiva militar na Síria, alegando retaliação a um ataque com armas químicas que teria sido lançado pelo regime de Bashar al-Assad contra a população síria. Mas os analistas ficaram aliviados com o escopo limitado da operação liderada pelos EUA e com o fato de ela não ter levado a uma grande escalada no conflito na Síria, que já está em seu sétimo ano. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou ontem, porém, que ofensivas do tipo “inevitavelmente geram caos nas relações internacionais”. Moscou é um antigo aliado do governo sírio.

Na China, o dia foi de perdas mais expressivas, com os investidores locais evitando tomar posições antes da divulgação, no fim da noite de hoje, de uma série de indicadores chineses relevantes, incluindo o PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre e os últimos números sobre produção industrial e vendas no varejo. O mercado espera ligeira desaceleração da economia chinesa de 6,8% para 6,6% no período.

Às 9h16 (horário de Brasília), este era o desempenho dos principais índices:

*S&P 500 Futuro (EUA) +0,54%

*Dow Jones Futuro (EUA) +0,56%

*Nasdaq Futuro (EUA) +0,56%

*DAX (Alemanha) -0,05%

*FTSE (Reino Unido) -0,48%

*CAC-40 (França) -0,13%

*FTSE MIB (Itália) +0,11%

*Nikkei (Japão) +0,26% (fechado)

*Shangai (China) -1,53% (fechado)

*Hang Seng (Hong Kong) -1,60% (fechado)

*Petróleo WTI -1,08%, a US$ 66,71 o barril

*Petróleo brent -1,14%, a US$ 71,75 o barril

*Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa chinesa de Dalian -2,56%, a 438,50 iuanes (nas últimas 24 horas)

*Bitcoin -2,42%, R$ 27.610 (confira a cotação da moeda em tempo real)

Agenda da semana

Por aqui, a semana começou com o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) na série com com ajuste sazonal registrou avanço de 0,09% na passagem de janeiro de fevereiro de 2018, recuperando-se da queda de 0,65% registrada no primeiro mês do ano, como também ficando acima da expectativa do mercado, que apontava alta de 0,03% na comparação mensal. Em comparação com fevereiro do ano passado, o indicador, que é mais conhecido como uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto) oficial, apontou crescimento de 0,66%, enquanto os analistas de mercado esperavam por um avanço de 0,80%.

Na sexta-feira (20) às 9h, o IBGE divulga o IPCA-15 referente ao mês de abril, que deve mostrar alta de 0,31% segundo projeção da GO. No acumulado em 12 meses o indicador continuará abaixo do piso da meta de 3,0%, em 2,91%: “apesar da aceleração no mês, o cenário inflacionário segue confortável, permitindo ao Copom realizar novo corte de juros, de 0,25 pp, na reunião dos dias 15 e 16 de maio, levando a Selic para 6,25% ao ano”, aponta a consultoria

Sem dias definidos, o Ministério do Trabalho deve divulgar os dados do Caged referente ao mês de março, com expectativa de geração líquida positiva de vagas, enquanto a Receita Federal revela os dados de arrecadação federal do mesmo mês. A GO Associados projeta arrecadação de R$ 109,8 bilhões, um aumento real de 8,0% ante março do ano passado. 

Na agenda econômica norte-americana da semana, atenção para o resultado do varejo na segunda (16) e a produção industrial na terça (17), ambos de março. Na quarta-feira, o Federal Reserve divulga o livro Bege, que contém informações sobre o nível corrente da atividade econômica com base em informações coletadas junto aos empresários de cada regional do Fed.

Noticiário corporativo

Em destaque no noticiário corporativo, está a divulgação pela B3 da segunda prévia do Ibovespa (a primeira apontou a entrada de B2w e Gol e a saída de Marfrig), com a entrada das açõe da CVC. Além disso, atenção para a novela sobre o novo Conselho de Administração da BRF: o acionista Luiz Fernando Furlan apresentou os nomes de Luiza Helena Trajano e Vicente Falconi Campos como candidatos para a eleição do conselho, que ocorrerá em 26 de abril. A Eletropaulo mantém suspensão de devolução de R$ 769,6 milhões, enquanto a IRB foi elevada a outperform pelo Itaú BBA, com preço-alvo de R$ 50. Já a Vale registrou produção de 82 milhões de toneladas de minério no primeiro trimestre de 2018, acima da projeção dos analistas de 75,4 milhões de toneladas.

 

 

 

Fonte: InfoMoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​