Realizar busca
- 17/03/2017 - 20:45
Ibovespa desaba mais de 2% com operação da PF criando clima de aversão no mercado

Índice devolveu completamente os ganhos registrados na quarta-feira, quando disparou por conta da decisão do Fomc de subir juros nos EUA

SÃO PAULO – O Ibovespa acelerou as perdas no fim do pregão desta sexta-feira (17), fechando próximo da mínima do dia, em meio ao noticiário corporativo bastante agitado, com destaque para a pressão da JBS e BRF, que despencaram após a deflagração da Operação Carne Fraca e criaram uma “onda” de aversão no mercado. O benchmark da Bolsa fechou com queda de 2,39%, aos 64.209 pontos, com forte volume financeiro de R$ 12,350 bilhões.

 

Com isso, o índice apagou completamente a euforia dos investidores registrada na quarta-feira após a decisão do Fomc de elevar os juros nos EUA, levando o Ibovespa a fechar a semana no negativo, recuando 0,72% nestes cinco dias. Já o dólar comercial voltou a cair nesta sexta, fechando com perdas de 0,47%, cotado a R$ 3,1008 na venda.

Especialistas destacam que a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, deflagrada nesta sexta acabou afetando a percepção por risco dos investidores na Bovespa. A operação investiga alguns dos maiores frigoríficos do Brasil, que poderiam estar envolvidos em um suposto esquema de pagamento de propinas e fraudes de fiscalização, levando a BRF a cair quase 8% e a JBS a afundar 11% apenas hoje.No exterior, o mercado ficou de olho em dois dados dos EUA: de produção industrial e a confiança do consumidor de Michigan, mas que acabaram ofuscados pelo noticiário de empresas. A produção industrial do país ficou estável em fevereiro ante janeiro, no cálculo com ajuste sazonal, segundo dados publicados hoje pelo Federal Reserve.

Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam alta de 0,2%. Já o índice de sentimento do consumidor dos Estados Unidos elaborado pela Universidade de Michigan caiu de 96,3 em fevereiro para 97,6 na leitura preliminar de março. O número ficou acima da expectativa dos analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam o indicador a 97,5.

Destaques da Bolsa
O noticiário corporativo, por sua vez, ganhou destaque, com atenção para os frigoríficos como JBS e BRF, com a deflagração da operação Carne Fraca da Polícia Federal em que eles são alvos.  A operação investiga envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.   

No mercado de commodities, o petróleo ensaia alta semanal com queda dos estoques americanos e sauditas preparando novos cortes de produção: o petróleo WTI avançou 0,06% nesta sessão, a US$ 48,78 o barril. Já o minério de ferro teve leve baixa após cinco altas seguidas em Dalian; zinco e outros metais avançam em Londres. 

As ações da Estácio registraram queda de 4,5%, em meio à notícia do Valor de que a fusão entre Kroton e Estácio enfrenta mais obstáculos. De acordo com o jornal, além do duro desafio de convencer os representantes do tribunal do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), a líder do setor enfrenta outro imbróglio.

Segundo o jornal, o conselho da Estácio abriu uma investigação para apurar uma denúncia anônima dando conta de que seu presidente, Pedro Thompson, estaria articulando contra a fusão. O executivo foi afastado do grupo de trabalho que negocia os termos da associação com a Kroton no Cade, segundo fontes a par do assunto ouvidas pelo jornal. As ações da Kroton, por sua vez, caíram 3%. 

Fonte: http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/6250659/ibovespa-desaba-mais-com-operacao-criando-clima-aversao-mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​