Realizar busca
- 12/09/2018 - 08:54
Grande evento da Apple acontece hoje; saiba o que ela deve lançar

SÃO PAULO – Acontece nesta quarta-feira (12) às 10h, no horário local de Los Angeles – 14h no horário de Brasília – o grande evento anual da Apple, onde, nos últimos dez anos, a empresa apresentou as novas versões de iPhone, Apple Watch e até Macbooks.

Especialistas acreditam que este não deve ser um evento tão grande quanto em 2017, quando o iPhone completou dez anos – e, em comemoração à data, foi lançado o iPhone X. Neste ano os grandes destaques ainda ficam com os smartphones, mas outras novidades são esperadas.

Com base nas opiniões de analistas do mercado, rumores e supostas fotos vazadas, listamos a seguir o que a companhia deve lançar nesta quarta.

iPhone
Até o momento, relatórios e rumores apontam que deve ser lançado uma versão mais barata do iPhone X, com preço 50% menor e tela de 6,1 polegadas. Além disso, são esperadas duas versões de 5,8 e 6,5 polegadas com tela OLED, sucessoras do iPhone X.

Em relação à câmera, espera-se que o celular maior, de 6,5 polegadas, tenha uma lente tripla na traseira e melhores configurações internas – processador mais rápido (um A12), melhor vida de bateria e resolução de tela mais alta. A grande novidade deve ser o suporte a dois chips, sendo este o primeiro iPhone dual-SIM da história.

Todos os smartphones devem seguir o design do iPhone X e herdar algumas de suas características: traseira de vidro, tela frontal sem bordas, entalhe no alto do display, bordas de metal e suporte ao Face ID. A diferença é que o smartphone mais barato deve contar com bordas de alumínio, enquanto nos demais, ela deve ser de aço inoxidável.

Os preços devem ser os mesmos valores dos iPhones 8, 8 Plus e X, segundo o site 9to5Mac: 799 euros para o mais barato, 909 euros para o iPhone médio e 1.149 euros para o topo de linha.

Apple Watch
A versão apresentada neste ano deve, Series 4, além de ter inúmeros recursos e funções novos, apresentar um design totalmente reformulado – levando em conta que desde 2015, quando ele foi lançado, ele conta com o mesmo desenho. Ele também deve ficar mais parecido com o iPhone X e perder suas bordas, além de ter uma tela maior.

Um dos analistas mais conceituados sobre Apple e o setor, Ming-Chi Kuo, disse a investidores que ele deve vir com traseira de cerâmica e que será capaz de realizar eletrocardiograma, até então recurso inédito entre os smartwatches do mercado.

iPads
O único iPad a ganhar uma nova versão deve ser o Pro, que provavelmente deve perder o botão de Home, as bordas e ganhar suporte ao Face ID – ou seja: também uma reformulação no design para ficar mais parecido com o iPhone X. No mais, espera-se somente que ele ganhe uma atualização no processador.

Macbooks
Se nos últimos anos os Macs ficaram esquecidos, neste eles voltam a ficar sob os holofotes.

Entre eles, a grande novidade deve ser a nova versão do Mac mini, que teve sua última atualização em 2014. Ele consiste de um pequeno processador que, ao ser conectado a uma tela e teclado do Mac, consiste em um novo computador – muito menor que o tradicional do Mac.

Ele deve ganhar também melhorias técnicas, como armazenamento adicional e processador atualizado, além também de um design renovado. Sua atualização vem como um contra-ataque da Apple contra outras fabricantes, como Acer e Lenovo, que já começam a oferecer produtos semelhantes.

O MacBook Air também sofrerá mudanças – no caso, ser substituído por uma versão mais barata, também de 13 polegadas. Isso porque, diferentemente dos demais MacBooks, ele não tem tela de Retina e se tornou uma opção menos procurada pelos consumidores.

Segundo Kuo, o novo notebook deve ser voltado para consumidores com menor poder aquisitivo e educação, setor que o Google lidera com seus Chromebooks. E, claro, deve ter uma configuração de tela o mais próximo possível do display de Retina dos demais MacBooks.

Também deve ganha uma mudança o iMac, que completou dez anos em março e deve receber uma nova e poderosa versão.

Carregador sem fio e AirPods
No evento do ano passado, a Apple mencionou o lançamento de um carregador wireless chamado AirPower, mas não chegou a lança-lo e nunca mais comentou sobre o mesmo. Ele é capaz de carregar ao mesmo tempo o iPhone, Apple Watch e AirPods. Ele deve ser apresentado no evento de amanhã e ganhar uma data de lançamento.

Os fones de ouvido da Apple, os AirPods, também devem ser atualizados e ganhar bateria mais duradoura e até recursos que o tornem à prova d’água.

 

Fonte: InfoMoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​