Realizar busca
- 12/09/2018 - 09:00
Finless Foods: a startup que faz carne de peixe sem matar um peixe sequer

Há pouco mais de 2 anos, nasceu a Finless Foods, startup focada em produzir carne de peixe em laboratório. O seu objetivo, no entanto, vai muito além disso: com a produção de frutos do mar em laboratório, Michael Selden, cofundador e CEO, planeja ajudar o meio ambiente, que sofre com escassez de recursos naturais, e também a servir um alimento de maior qualidade, uma vez que o excesso de poluentes na natureza afeta diretamente a presença de metais pesados em peixes.

A startup, acelerada pela IndieBio, recebeu em junho um investimento de US$ 3,5 milhões em uma rodada liderada pela Draper Associates, e já é capaz de produzir uma pasta de peixe, como se fosse um patê, e também um croquete de peixe feito a partir de células-tronco, que pode ser provado na sua sede, em Emeryville, no Vale do Silício. Segundo Selden, a equipe está trabalhando para fazer com que a pasta chegue a uma textura igual ao do sashimi, mas para alcançar esse feito ainda será preciso algum tempo.

“Nós planejamos ter produtos prontos para irem ao mercado no final de 2019. Com regulamentação, nós provavelmente estaremos no mercado no meio ou final de 2020. Também planejamos ter sashimis prontos para o mercado em 2022. No momento, temos 12 espécies de peixes que cultivamos, então (a ida para o mercado) depende de como conseguimos trabalhar com eles, o preço final, etc.”, explica o CEO da Finless Foods.

Dessa forma, o objetivo agora é usar o investimento para terminar a fase de pesquisa e desenvolvimento e assegurar que a startup tenha todas as ferramentas necessárias evoluir seus produtos e comercializá-los. Não é surpresa que a startup tem em vista não só o mercado interno os Estados Unidos como também o externo, com um foco especial para o japonês, país de origem dos sashimis.

Como tudo começou

Desde a época da faculdade, quando cursou Agricultura na Universidade de Massachusetts Amherst, Michael Selden admite que sempre olhou para a agricultura como um sistema que afeta todo o mundo. “Eu me interessei pela ideia de fazer justiça por meio dos alimentos, entender quem controla a distribuição deles, para onde vão, assim por diante”, revela.

Foi somente alguns anos depois que uma ideia de como ele poderia fazer a diferença surgiu: “Eu fiquei muito inspirado por um artigo que eu li em 2014, chamado The Blood Harvest, que falava como nós usamos uma substância do sangue do caranguejos-ferradura para testar a qualidade e segurança de drogas farmacêuticas. Ele contava que, frente ao risco de extinção do caranguejo-ferradura, eles (autores do texto) resolveram criar essa substância sinteticamente. Foi quando eu pensei: por que não fazemos isso com comida?”.

De fato, o impacto de fabricar carne sinteticamente pode ser gigantesco, impactando diretamente no meio ambiente e nas espécies ameaçadas. Frente ao seu momento “eureca”, Selden tratou de se certificar o quão possível seria aquela ideia, e na sua busca achou projetos como New Harvest, um instituto de pesquisa sem fins lucrativos voltado para pesquisa em agricultura celular, e o Modern Meadow, que produz materiais biofabricados. “Pensei ‘ótimo, não estou sozinho!'”, admite.

O projeto decolou de fato quando Michael estava morando em Nova York e encontrou Brian Wyrwas, antigo colega de faculdade e expert em agricultura celular, para quem fez o pitch da sua ideia. Não só Wyrwas topou como garantiu a Selden que a ideia não só era possível como que eles deveriam fazer isso.

O resultado já conhecemos: uma startup que apesar de estar começando já está revolucionando a indústria alimentícia e o meio ambiente diretamente do Vale do Silício. No entanto, para conhecer mais sobre a solução e sobre como a tecnologia está inovando a alimentação ao redor do mundo não é preciso ir para o Vale, porque ele vem até você! Michael Selden, CEO e cofundador da startup, está vindo para São Paulo em setembro para participar do Silicon Valley Conference, evento que traz os maiores especialistas da região. Garanta a sua vaga: inscreva-se já!

 

Fonte: StartSe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​