Realizar busca
- 19/09/2018 - 08:35
Dólar sobe e fecha cotado a R$ 4,14; Bolsa avança 1,99%

São Paulo. Após recuar quase 1% na véspera, o dólar subiu ante o real nessa terça-feira (18), num movimento de leve correção, mas em sintonia com o aumento da tensão comercial no exterior e investidores de olho no cenário eleitoral brasileiro. O dólar comercial registrou alta de 0,46%, para R$ 4,145.

Na segunda (17), o presidente americano, Donald Trump, anunciou que vai sobretaxar mais US$ 200 bilhões em importações chinesas a partir da próxima semana. Em resposta, Pequim disse nesta terça que imporá sobretaxas equivalentes a US$ 60 bilhões de importações em produtos americanos.

As medidas, no entanto, já eram esperadas pelos mercados, o que gerou reações mistas. Das 31 principais divisas do mundo 18 perderam para o dólar. Com investidores já se antecipando à decisão, os mercados acionários internacionais se mantiveram positivos. Em Wall Street, o Dow Jones, principal índice de Nova York, subiu 0,71%. Na Europa, as principais Bolsas também fecharam no azul.

Ibovespa

O Ibovespa, índice das ações mais negociadas na Bolsa de Valores do Brasil, ganhou 1,99%, fechando com 78.313 pontos.

Apesar do contexto externo, analistas apontam que é mais o cenário político local que segue precificando ativos.

O ganho do Ibovespa foi garantido principalmente pelas blue chips do setor de commodities e da maioria das ações do setor financeiro, com Banco do Brasil à frente (+4,46%). Os papéis da Petrobras seguiram a valorização dos preços do petróleo no mercado internacional e subiram 3,60% (ON) e 4,38% (PN). Vale ON, ação de maior peso na composição do Ibovespa, terminou o dia com ganho de 4,18%.

Com o resultado observado na sessão dessa terça-feira, o Ibovespa passa a contabilizar alta de 2,13% em setembro e de 3,01% em 30 dias.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​