Realizar busca
- 01/11/2017 - 16:40
Dez empresas tem certificação do Sassmat para transporte de produtos químicos em MT
 
 
Dez empresas do transporte rodoviário de cargas instaladas em Mato Grosso possuem a certificação do Sistema de Avaliação de Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Qualidade (Sassmaq), cujo propósito é reduzir, de forma contínua e progressiva, os riscos de acidentes nas operações de transporte e distribuição de produtos químicos.
 
O sistema foi lançado pela Abiquim em maio de 2001 e abrange todos os modais de transporte, bem como Terminais de Armazenagem e Estações de Limpeza.
 
As empresas certificadas em Mato Grosso com o selo do Sassmaq são a Luft, Golden Cargo, Bravo Serviços Logísticos, Transcamila, Águia Sul, Trevo Transportes, Fribom Transporte, Transportadora Roma, Transporte Botuverá e Trasncaramori.
 
O Sassmaq, explica a Abiquim, possibilita uma avaliação do desempenho nas áreas de segurança, saúde, meio ambiente e qualidade das empresas que prestam serviços à indústria química.
 
A avaliação das empresas é feita por organismos certificadores independentes credenciados pela Abiquim. São avaliados os “elementos centrais”, compostos pelos aspectos administrativos, financeiros e sociais da empresa, e os “elementos específicos”, constituídos pelos serviços oferecidos e pela estrutura operacional.
 
“A avaliação pelo Sassmaq não é obrigatória, mas sua aplicação gera um importante diferencial para as empresas certificadas pelo sistema pela comprovação de que oferecem serviços qualificados nas operações de logística”, observa a Abiquim.
 
O módulo Rodoviário, o primeiro a ser lançado, é dirigido a transportadoras e operadoras logísticas.
 
Em março de 2005, a Abiquim facultou a suas associadas, todas signatárias do Programa Atuação Responsável®, considerar a certificação SASSMAQ dentro dos seus critérios de contratação de serviços de logística. Em janeiro de 2006, essa concessão foi estendida também ao transporte rodoviário de produtos químicos embalados.
 
Com o objetivo de reduzir o risco de acidentes envolvendo o processo de descontaminação de tanques, a Abiquim publicou em agosto de 2007, o Módulo Estação de Limpeza.
 
A indústria química na Europa utiliza em larga escala os serviços logísticos oferecidos por terceiros para armazenar, manusear e transportar matérias-primas, intermediários e produtos químicos industrializados.
 
As empresas químicas precisam ter garantias de que essas operações são conduzidas de maneira segura, com qualidade e com o devido cuidado em relação à segurança dos funcionários, do público e do ambiente.
 
No passado, essa garantia era obtida por meio de auditorias periódicas dos prestadores de serviços de logística, realizadas por conta própria pelas empresas químicas. Esse sistema levava a uma abordagem fragmentada e a uma multiplicidade de programas de auditoria, custosos e ineficientes, tanto para a indústria química quanto para os operadores logísticos.
 
Com base no programa Atuação Responsável, o Cefic – Conselho Europeu das Federações das Indústrias Químicas lançou, no início dos anos 90, o programa ICE (Intervention in Chemical Transport Emergencies), voltado à melhoria do desempenho em segurança no transporte, armazenagem e manuseio de produtos químicos.
 
Um elemento chave do ICE foi o desenvolvimento de uma série de Sistemas de Avaliação de Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade, cada um deles ligado a um meio de transporte ou operação logística específica (rodoviário, ferroviário, armazém, estações de limpeza, prestadores de serviço em atendimento a emergências etc).
 
Baseado nesse sistema europeu, a Abiquim, por iniciativa dos membros da Comissão de Transportes e com o objetivo de reduzir, progressivamente, os riscos envolvidos nas operações de transporte e distribuição, criou uma ferramenta para avaliação de forma uniforme, dos sistemas de gestão ambiental, de saúde, da segurança e da qualidade dos prestadores de serviços, denominado SASSMAQ, oficialmente adotado pela Abiquim em maio de 2001.
 
A avaliação é realizada por auditores independentes, aplicado por organismos certificadores integrantes do SINMETRO – Sistema Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – com base em um questionário padronizado, evitando assim a necessidade de auditorias múltiplas, com critérios diferenciados. O SASSMAQ apoia as empresas no processo de seleção e na definição de planos de ação para melhorias dos prestadores de serviços logísticos.
 
O SASSMAQ garante um certificado de boas práticas, no qual pré-requisitos definidos pela indústria e pelo mercado vão resultar em um relatório factual detalhado, representando a situação da empresa certificada naquele momento. Uma única avaliação substitui a variedade de inspeções a que os prestadores de serviços de logística são tradicionalmente submetidos, sem tornar redundante o diálogo entre eles e as empresas químicas.
 
A Abiquim ressalta, por outro lado, que o SASSMAQ não se constitui numa legislação, mas, sim, em um conjunto de boas práticas. Ele oferece um mecanismo para a avaliação do processo de melhoria contínua. O sistema fornece respostas diretas sobre os pontos fortes e fracos, observados durante a inspeção. Além disso, após a análise dos resultados da avaliação pela empresa química, podem ser obtidas respostas específicas de cada cliente, criando e/ou fortalecendo as bases para uma real parceria, de benefícios mútuos.
 
Fonte: http://www.portalntc.org.br/outros/dez-empresas-tem-certificacao-do-sassmat-para-transporte-de-produtos-quimicos-em-mt/58908

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​