Realizar busca
- 17/10/2018 - 08:46
Curitiba é uma das cidades mais vibrantes para empreender

Curitiba é considerada atualmente a 4º melhor cidade do Brasil para empreender. A capital paranaense subiu 11 posições, e saltou do 15.º (em 2016) para a 4.ª colocação, no ranking realizado pela Endeavor de 2017 – a edição de 2018 do estudo ainda não foi concluída. Pode-se dizer que o parque de Software, inaugurado na década de 90, foi o pontapé inicial para esse processo. Alguns dizem que foi o plano Agache, primeiro plano diretor da cidade, criado na primeira metade do século passado, que colocou Curitiba no patamar atual. No entanto, foi a fundação do Tecnoparque que tornou viável a criação e consolidação do movimento de Arranjo Produtivo Local de software de Curitiba, assim como das empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação. Com isso, foi dado o pontapé inicial para a cena empreendedora que acontece hoje na capital do Paraná.

Startups

Empresas locais como Pipefy, Ebanx, Olist e Contabilizei já se provaram e despontaram no ambiente de negócios nacional. E, na esteira delas, há mais uma dezena de startups que estão crescendo e podem, em pouco tempo, repetir a trajetória bem sucedida de suas antecessoras. São exemplos da nova geração de negócios a SmartHint (startup de Sistema de Recomendação para E-commerce, que foi a vencedora do prêmio de melhor startup de Varejo e Consumo da América Latina no concurso StartMeUp que aconteceu em agosto (30), na cidade de São Paulo), Laura (primeiro robô cognitivo do mundo que faz gerenciamento de risco) e Leadllovers (startup de automação de marketing digital).

Entre a nova geração de startups está a 4Vants (inteligência artificial que utiliza drones para análise de imagens que possam contribuir na inspeção de redes elétricas. A startup foi vencedora da segunda edição do EDP Starter Brasil 2018). O Adam Robô (que realiza exames de visão rápidos e precisos por meio de inteligência artificial), foi reconhecida pela Microsoft como uma das 15 melhores empresas do mundo e em agosto, recebeu investimento de três empresários do programa Shark Tank Brasil, Gotit (é uma solução de NLU,  uma das vertentes mais desafiadoras dentro da macro área de Inteligência Artificial que processa Linguagem Natural fazendo com que a máquina compreenda o ser humano), Bluezup (plataforma B2B que permite varejistas oferecerem aos seus clientes uma experiência de testar no dia a dia produtos antes de comprar. A startup reinventou o modelo tradicional do varejo e trabalha em conjunto com grandes marcas trazendo um conceito onde o consumidor fica no poder de decisão a partir de uma experiência real com o produto que tem interesse em comprar), Panic Lobster (utiliza Realidade Virtual para ajudar as pessoas a desenvolverem habilidades de falar em público usando tecnologias imersivas), Digital Web (startup que desenvolve softwares de automação disruptivos como o market place físico que está em funcionamento em um shopping na cidade), Fohat (plataforma para troca de energia ponto a ponto com tecnologia Blockchain), entre outras.

Cultura Empreendedora

A cultura empreendedora da capital paranaense está ganhando escala, com mais negócios maduros, maior conexão de empreendedores com investidores e mais empresas chegando a Curitiba para apoiar a integração dos diversos atores que compõe a cena local de empreendedorismo. São exemplos a Startse e o Hub de Inovação Distrito Sparks CWB, que somam com iniciativas locais como o Vale do Pinhão, aceleradora da FIEP e aceleradora da PUCPR, Hotmilk, SEBRAE, GBG. Grandes empresas como Rumo, Bosch, Renault estão investindo mais intensamente em práticas de inovação e Open Innovation. O poder público local começa a se mexer para criar melhores condições de negócios para pequenas e médias empresas. Uma nova legislação para melhorar o ambiente legal e de negócios de Curitiba está em fase de ajustes finais para aprovação na Câmara Municipal da cidade. Um conselho municipal de inovação será constituído cujas frentes serão voltadas para criação de diretrizes, políticas, estratégias e ações para promoção da Ciência, Tecnologia e Inovação, bem como o acompanhamento da implementação de uma política para programas relativos à Ciência, Tecnologia e Inovação.

Para aproximar toda essa turma da inovação e provocar encontros de startupeiros, neste mês inaugura a Vila Urbana, empreendimento gastronômico localizado no centro velho da cidade. Local onde encontram-se sete startups que geram mais de 1.100 empregos. Como se vê, a capital paranaense está movimentada e cria condições para que o empreendedorismo local floresça e cresça.

 

Fonte: StartSe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​