Realizar busca
- 07/08/2019 - 10:31
Ceará perdeu mais de 3 mil assinaturas de banda larga fixa em um mês

O volume de domicílios com acesso a banda larga fixa no Ceará caiu 0,48%, correspondente a mais de 3 mil assinaturas, em junho na comparação com o mês de maio. Segundo balanço da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgado esta terça-feira (06), o número passou de 711 mil casas com o serviço para 708 mil.

Esta foi a segunda redução consecutiva registrada pela instituição no Ceará. Em abril, 874 mil casas tinham acesso ao serviço.

Mesmo com a queda, o Ceará ainda é o segundo estado do Nordeste com o maior número de assinaturas de banda larga fixa, perdendo apenas para a Bahia, que apresentou mais de 1 milhão de residências com o serviço em junho.

Em todo o Brasil, a Anatel observou 31,69 milhões de assinaturas em junho, correspondente a uma queda de 0,62% em relação a maio. Segundo o balanço, foram perdidos 196,89 mil de acessos.

Participação das empresas

As maiores participações de mercado em junho de 2019 foram registradas pela Claro com 9,53 milhões de domicílios (30,08% do total), pela Vivo com 7,39 milhões (23,31%) e pela Oi com 5,75 milhões (18,16%).

O conjunto das Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs), empresas que detém menos de 5% de cada mercado de varejo de telecomunicações em que atua, ofertou banda larga fixa a 8,21 milhões de domicílios (25,91%).

Velocidade

Em junho de 2019, quase um terço das conexões à internet no Brasil estavam acima dos 34 Megabits por Segundo (Mbps), 10,53 milhões de domicílios (33,23% do total), seguida das de 2 a 12 Mbps em 8,85 milhões de estabelecimentos (27,92%), das de 12 a 34 Mbps em 7,80 milhões (24,62%), das de 0,51 a 2 Mbps em 4,11 milhões (12,98%) e das de até 0,51 Mbps em 395,02 mil (1,25%).

Fonte: Diário do Nordeste

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​