Realizar busca
- 19/10/2018 - 14:39
Brasil “perde”​ 36 mil milionários em 2018; pagamento do 13º deve injetar R$ 211,2 bi na economia e outras notícias

Número de brasileiros com mais de 1 milhão de dólares caiu 19% em 2018. O principal motivo foi a desvalorização do real no último ano, de acordo um estudo do banco Credit Suisse. Em 12 meses, o número de milionários no país caiu de 190 mil para 154 mil. A queda só não é maior do que a registrada na Argentina, que teve uma retração de 31%. O relatório também apontou que, nos últimos sete anos, a riqueza por adulto no Brasil diminuiu 36%. Em todo o mundo, há 42 milhões de milionários, dos quais 17,3 milhões estão nos Estados Unidos.

Pagamento do 13º deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia. O dinheiro beneficiará 84,5 milhões de trabalhadores, que receberão um adicional de fim de ano de R$ 2.320 em média. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O montante representa cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Do dinheiro a ser pago, 66% será destinado aos trabalhadores formalizados, enquanto 34% serão direcionados para aposentados e pensionistas do INSS. O pagamento pode ser dividido em duas parcelas: a primeira até 30 de novembro e a segunda até 20 de dezembro. No caso dos aposentados do INSS, a primeira parcela foi paga em agosto.

Brasil aciona China na OMC sobre barreiras contra açúcar. O que está sendo questionado pelo governo brasileiro é uma salvaguarda imposta por Pequim contra o produto nacional, que derrubou as exportações brasileiras. Na primeira etapa do processo, os dois países realizarão consultas bilaterais. Caso não haja um acordo, o Itamaraty solicitará que um painel seja estabelecido para que aconteça uma avaliação independente capaz de determinar se houve ou não violação das regras internacionais. Até 2016, o Brasil era o maior fornecedor de açúcar para a China. As vendas totalizavam perto de 2,5 milhões de toneladas/ano, pouco menos de 10% das exportações totais do País – pagando alíquota de 50% para ingressar naquele mercado. Em 2017, os chineses subiram essa tarifa para 95%, fazendo as exportações brasileiras despencarem para cerca de 300 mil toneladas/ano.

Uber planeja oferecer serviços de trabalho temporário como garçom e segurança. A divisão, batizada de Uber Works, serviria para atrair investidores e diversificar os negócios da empresa antes da oferta pública inicial (IPO) de ações que a companhia planeja para 2019. O projeto está em desenvolvimento em Chicago há diversos meses, depois de um teste anterior em Los Angeles. A Uber espera aplicar seu modelo “on-demand” e seu amplo banco de dados de prestadores de serviços a fim de oferecer trabalhadores temporários para garçons, seguranças, para eventos e funções empresariais. Procurada, a Uber não se pronunciou.

Receita vai dar tratamento especial para empresas que pagam impostos em dia. A ideia é classificar cerca de 7 milhões de empresas como A, B ou C. Receberão a nota máxima aquelas que estão 100% adimplentes com o Fisco, que entregaram suas declarações em dia e têm situação cadastral regularizada. Essas empresas terão vantagens como a prioridade no recebimento de restituições e créditos tributários, além disso de preferência no atendimento de demandas – inclusive com atendimento presencial prioritário. Em contrapartida, as empresas que ganharem nota C terão punições que vão desde a inclusão em regimes especiais de fiscalização até cassação de benefícios fiscais.

 

Fonte: Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​