Realizar busca
- 23/11/2017 - 19:47
BC espera ingresso de US$ 4 bi em Investimento Direto no País em novembro
 

O Banco Central prevê redução do ritmo no ingresso de Investimento Direto no País (IDP) nos últimos dois meses de 2017 na comparação com o ano passado. Para novembro, o BC prevê entrada líquida de US$ 4 bilhões, sendo que a parcial até o dia 21 registra entrada de US$ 2,4 bilhões. Um ano antes, em novembro de 2016, o ingresso alcançou US$ 7,970 bilhões. Confirmada a previsão de US$ 4 bilhões, haverá queda de 49,8% na comparação anual na entrada de investimento direto.

 

Diante da previsão de que o Brasil deve encerrar o ano com entrada de US$ 75 bilhões em IDP, o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, citou nesta quinta-feira, 23, que a previsão é, portanto, de entrada entre US$ 10 bilhões e US$ 11 bilhões em dezembro para completar o montante esperado para o ano. Em dezembro de 2016, o Brasil recebeu US$ 15,286 bilhões. Confirmada a previsão, haveria redução de até 34% no ingresso.

Rocha mencionou que a queda é explicada especialmente pelo efeito comparação, já que nos últimos meses de 2016 houve fluxo acima do esperado – fenômeno que não deve se repetir neste ano. Apesar da entrada de investimento produtivo menor que a vista no ano passado, Fernando Rocha nota que as cifras estão “alinhadas com a projeção para o ano de US$ 75 bilhões”.

Saída líquida em ações

“A continuar assim, a renda fixa estará próxima do que esperamos para o ano”, disse Rocha. O BC projeta entrada líquida de US$ 3,0 bilhões em ações em 2017 e saldo zero no caso da renda fixa.

Rocha pontuou ainda que, no que diz respeito à dívida externa, a rolagem registrada em outubro esteve próxima de 100%, o que não gerou “grande necessidade de financiamento adicional”. Pelos dados divulgados mais cedo pelo BC, a rolagem total atingiu 92% em outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​