Realizar busca
- 20/09/2018 - 09:14
As 25 startups mais desejadas do Brasil, de acordo com o LinkedIn

O LinkedIn – rede social focada em conexões e negócios -, publicou, nesta terça-feira (18), seu ranking das 25 top startups de 2018, ou “as startups mais desejadas no Brasil”. As startups foram avaliadas de acordo com o crescimento do número de funcionários, engajamento, interesse em empregos e atração dos melhores talentos.

O crescimento do número de funcionários foi medido através do aumento do percentual de número de pessoas em um ano, que deveria ter o mínimo de 15%. Já o engajamento foi medido através do número de não-funcionários que veem e seguem a página das empresas (ou de seus colaboradores) na rede social. Já o interesse em empregos é medido através do número de pessoas que visualizam as vagas e se candidatam a elas. Já a atração dos “melhores talentos” corresponde ao número de funcionários recrutados de empresas que estão em outra lista da rede social – a LinkedIn Top Companies.

Para entrarem na lista, as startups deveriam ser independentes, ter 50 funcionários ou mais, sede no país e o máximo de sete anos de idade. No Brasil, as empresas que mais se destacaram foram as fintechs – 13 das 25 startups que estão na lista têm, em seu modelo de negócios, soluções para o mercado financeiro.

Confira a lista:

1 – Nubank

O Nubank foi considerado pelo LinkedIn a startup mais desejada do Brasil. A fintech oferece soluções financeiras – como cartão de crédito e conta de pagamentos – gratuitas ou com taxas menores do que os bancos tradicionais, com um serviço 100% digital. A startup atingiu o valuation de US$ 1 bilhão neste ano – ou seja, se tornou um unicórnio. Segundo a pesquisa, o Nubank possui 1.111 funcionários, tendo contratado mais de 800 profissionais no período de um ano (de 1 de julho de 2017 até 30 junho de 2018) e com intenções de abrir mais 200 oportunidades em finanças e engenharia até meados de 2019.

2 – Creditas

A Creditas oferece empréstimos com juros mais baixos ao utilizar um modelo digital de crédito com garantia. Ao oferecerem um imóvel ou um carro quitado como garantia de pagamento, as taxas iniciais disponibilizadas são de 1,15% e 1,49%, respectivamente. A fintech possui 468 funcionários e espera aumentar sua receita em 600% neste ano devido à procura de crédito, segundo o LinkedIn.

3 – GuiaBolso

O GuiaBolso é um aplicativo de gestão de finanças no qual os usuários podem vincular suas contas bancárias e cartões de crédito, tendo uma análise real e completa de quais são seus maiores gastos e saúde financeira. A startup também auxilia na contratação de empréstimos com preços competitivos através de parceiros. Segundo o LinkedIn, a fintech conta com 192 funcionários e pretende escalar sua quantidade de parceiros de crédito, além de trazer dicas financeiras personalizadas através de inteligência artificial.

4 – Docket

A Docket é uma lawtech que propõe facilitar a gestão de documentos jurídicos através de machine learning, diminuindo o tempo com a busca e análise de documentos. Segundo a pesquisa, a startup cresceu 300% e quadruplicou seu time de colaboradores no último ano – hoje a empresa conta com 95 funcionários. Além disso, a startup ainda planeja contratar mais 100 colaboradores em tecnologia, produto e vendas.

5 – Stone Pagamentos

A Stone Pagamentos é uma fintech focada em soluções de terminais de pagamento – as “maquininhas”. A startup oferece consultores e controle de vendas, além de propor “melhores condições de taxas”. Segundo o LinkedIn, a startup tem 1.954 funcionários, além de planejar uma abertura de capital na NYSE, bolsa de valores de Nova York.

6 – QuintoAndar

A QuintoAndar é uma startup que permite a locação de um imóvel totalmente pela internet, sem a necessidade de seguro-fiança – no caso, é a própria startup que arca com os custos. Criada em 2013, hoje a startup conta com 350 colaboradores e, segundo a pesquisa, pretende dobrar seu número de funcionários em 2019.

7 – CargoX

A CargoX conecta motoristas de caminhão com empresas, aproveitando espaços ociosos em viagens de retorno para transportar cargas. Dessa forma, os custos diminuem para os clientes e os motoristas possuem maior demanda. Segundo a pesquisa, a startup possui 250 funcionários e planeja contratar 350 pessoas até julho de 2019.

8 – Loggi

A Loggi oferece entrega expressa em grandes cidades, utilizando tecnologias como inteligência artificial e Big Data para realizar a roteirização das viagens, permitindo que clientes acompanhem o trajeto das entregas. A startup conta com 380 colaboradores, segundo o LinkedIn, e pretende abrir mais 250 vagas até julho de 2019.

9 – One Cloud Solutions

A Sky.One é uma startup que oferece soluções de computação em nuvem para empresas, realizando desde migrações de sistema à consultoria com gestão de dados. Hoje, a startup conta com 75 funcionários e planeja continuar crescendo em receita. Segundo o LinkedIn, entre 2016 e 2017, a receita da startup cresceu 126%.

10 – Hotmart

A Hotmart é uma plataforma para hospedagem de cursos online, podcasts, entre outros conteúdos de variados temas. Segundo a pesquisa, a startup conta com 315 funcionários e 1 milhão de afiliados. A empresa foi criada seguindo o método de bootstrapping e recebeu investimento em 2013.

11 – MaxMilhas

A MaxMilhas realiza a conexão de pessoas que desejam comprar passagens aéreas entre as que desejam vender milhas, disponibilizando passagens com desconto para os compradores. A startup permite a compra dos bilhetes na própria plataforma. Segundo o LinkedIn, a MaxMilhas já negociou mais de 12 bilhões de milhas e deve emitir 2 milhões de passagens até o final deste ano. Ainda segundo a pesquisa, mais 100 novas vagas deverão ser abertas na startup até julho de 2019.

12 – Zoop

A Zoop é uma fintech que auxilia que outras empresas criem suas plataformas de pagamento, permitindo que efetuem cobranças e gerenciem recebíveis. As ferramentas oferecidas pela startup permitem que as empresas deem a própria identidade visual às plataformas. Segundo o LinkedIn, a Zoop conta com 85 funcionários e planeja crescer 10 vezes ainda este ano – principalmente após receber um aporte de US$ 18 milhões da Movile.

13 – Mandaê

A Mandaê é uma startup que realiza toda a logística de entrega que requer um e-commerce, por exemplo. A startup coleta as encomendas, realiza a roteirização das rotas e efetua as entregas, concorrendo diretamente com serviços como o Correios. Neste ano, a startup recebeu investimento de US$ 7,1 milhões e conta com 120 colaboradores, segundo a pesquisa.

14 – Beblue

A Beblue é uma fintech que promove o cashback – os consumidores recebem uma porcentagem do dinheiro de volta nas compras realizadas em estabelecimentos parceiros. O cashback pode ser utilizado inclusive em novas compras nos estabelecimentos. Neste ano, a startup lançou sua carteira digital, que superou o rendimento anual da poupança, e conta com 427 funcionários.

15 – MindMiners

A MindMiners é uma startup de pesquisa que utiliza a tecnologia para agilizar o tempo de respostas. Hoje, a empresa conta com 48 funcionários. Segundo o Linkedin, a startup possui um onboarding diferenciado: os novos colaboradores são desafiados a construir projetos com a ferramenta para viver a experiência do consumidor logo no início.

16 – Mercado Bitcoin

O Mercado Bitcoin é exchange de criptomoedas – uma “corretora” que realiza a negociação de moedas virtuais, como o Bitcoin. Hoje, segundo o LinkedIn, a startup conta com 102 funcionários e pretende dobrar o número de colaboradores em TI e segurança da informação, além de investir R$ 10 milhões nessas áreas ainda em 2018.

17 – Vindi

A Vindi é uma fintech com soluções de pagamento e cobrança para outras empresas. A startup possui uma API que facilita a adoção de diversas formas de pagamento, além de disponibilizar cobranças a partir de SMS. De acordo com o LinkedIn, a Vindi possui 100 colaboradores e dobrou de tamanho em 2016 e 2017.

18 – Conta Azul

A fintech atua na gestão financeira de pequenas empresas, atuando no fluxo de caixa a integrações bancárias e contábeis. A Conta Azul ainda atua como um intermediador entre empresas e contadores, permitindo o envio de documentos digitalmente. A startup recebeu um aporte de R$ 100 milhões neste ano e pretende encerrar este ano com 500 funcionários, contando com 370 colaboradores até então, segundo a pesquisa.

19 – Nibo

A fintech realiza a gestão financeira de empresas através de software. Além disso, a Nibo também realiza a integração com contadores, permitindo a troca de mensagens e oferecendo soluções também para os escritórios. A startup conta com 105 colaboradores, segundo o LinkedIn, e recebeu um aporte de R$ 20 milhões.

20 – Rock Content

A startup oferece estratégias de marketing para outras empresas, buscando o impulsionamento de vendas e menor custo na geração de leads. A startup possui 340 funcionários entre a sede em Belo Horizonte e o escritório no México e, segundo a pesquisa, dobrou seu faturamento no ano passado.

21 – Geru

A fintech oferece empréstimos pessoais e consignados de R$ 2 mil a R$ 50 mil totalmente online e a preços competitivos – suas taxas variam de 1,88% e 5,02% ao mês, com prazos de pagamento de 12 a 36 meses. Segundo a pesquisa, a Geru conta com 117 colaboradores e foco em diversidade na contratação de funcionários – hoje, as mulheres são maioria nas posições de gestão da startup.

22 – Amaro

A Amaro é um e-commerce de roupas femininas que fez o caminho inverso ao convencional: ela abriu 13 pontos de vendas físicos após o online. Além de utilizar tecnologia nas vendas, a startup também utiliza a tecnologia em sua cadeia logística de entregas. Segundo o LinkedIn, a startup possui 360 funcionários e dobrou seu faturamento em 2017.

23 – EBANX

A fintech possibilita a realização de compras em sites estrangeiros com formas de pagamento diferentes do cartão de crédito internacional, como, por exemplo, o boleto. Segundo o LinkedIn, a startup conta com 383 funcionários e deseja aumentar em 67% o valor transacionado na América Latina neste ano.

24 – Contabilizei

A Contabilizei é uma fintech que oferece serviços online para trabalhadores autônomos e pequenas e médias empresas. A startup oferece desde conteúdos explicativos sobre impostos à relatórios contábeis e foi considerada uma das empresas mais inovadoras da América Latina pela Fast Company, em 2017. Segundo a pesquisa, a fintech conta com 205 colaboradores.

25 – MODERN Logistics

A MODERN Logistics utiliza aviões para realizar o transporte de cargas no Brasil. A startup conta com a própria frota aérea, transporte terrestre e armazenagem. Segundo o LinkedIn, a Modern conta com 157 funcionários, possui quatro aviões cargueiros e pretende ampliar este número para 18 aeronaves em 2021.

 

Fonte: StartSe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​