Realizar busca
- 06/04/2017 - 18:40
Appa apresenta resultados da parceria público-privada na Intermodal South América

A administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e outras 32 empresas parceiras que atuam no setor portuário do Paraná participam, juntas da 23a Intermodal South America, uma das principais feiras de logística, transporte de cargas e comércio exterior do mundo. O evento começou nesta terça-feira (4) e segue até sexta-feira (7), no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Na Intermodal os portos do Paraná apresentam o aumento de produtividade em 33%, assim como os avanços obtidos nos últimos sete anos para escoamento de cargas, após investimentos públicos que totalizam R$934 milhões.De acordo com o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino, o Porto de Paranaguá traz para esta edição da Intermodal, pela primeira vez, um portfólio de investimentos públicos e privados que contrastam com o cenário nacional. “O Porto de Paranaguá está operando com a sua capacidade máxima. Os investimentos públicos, trouxeram segurança para a iniciativa privada que está destinando cerca de R$2 bilhões em Paranaguá”, declarou o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino.

“Nos preocupamos em dar aos operadores dos portos e demais usuários condições de alcançarem melhores resultados e nível de atendimento. É isso que, respaldados por nossos números e projetos, nossos parceiros na Intermodal vão poder apresentar para fechar novos negócios”, completou Dividino.

OBRAS E EQUIPAMENTOS – Entre os investimentos públicos estão a reforma do cais, campanhas periódicas de dragagem, troca de shiploaders, novas balanças, novas portarias, reforma dos acessos, instalação de scanners de carga, nova iluminação, construção de prédios administrativos e do Centro de Proteção Ambiental, entre outros.

INICIATIVA PRIVADA – O Rocha – um dos Terminais Portuários e Logística que atuam no Porto de Paranaguá – integra o estande da APPA na Intermodal. A empresa está concluindo a construção de seus silos horizontais para operar na exportação de granéis sólidos (soja, milho e farelo) no porto paranaense. Atualmente, o Rocha opera, principalmente, na importação de granéis sólidos e possui um armazém arrendado e alfandegado de carga geral no Porto.

De acordo com o diretor-presidente do Terminal Rocha, Jorge Henrique Sampaio, participar da Intermodal é um trabalho que complementa a atuação diária das empresas.

“A concorrência é forte e estarmos juntos em um mesmo ambiente, que é o estande da Appa, demonstra a força de Paranaguá. Estamos mostrando os diferenciais do Porto de Paranaguá e o que podemos oferecer”, afirmou Jorge Sampaio.

CONTÊINERES – Já o superintendente da TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá,l um dos maiores terminais de contêineres da América do Sul – Juarez Moraes e Silva, disse que o Porto é uma grande comunidade de empresas que atuam em diversos setores, com muitos resultados positivos para mostrar.

“Paranaguá apresenta investimentos públicos e privados em infraestrutura marítima, terrestre e nos terminais em um grande momento que é a Intermodal para o setor otimizar negociações. Além disso, a liderança da Appa neste processo fortalece Paranaguá no mercado internacional”, declarou Juarez.

Segundo ele, os ciclos de investimentos da TCP não param. “Terminamos um ciclo de investimentos de R$365 milhões e estamos iniciando outro de R$550 milhões. Tudo isso para a alinhar nossos níveis de excelência de serviço com o que Paranaguá oferece, suas campanhas de dragagens e investimentos públicos que não são poucos. A TCP já é o segundo maior terminal do Brasil e queremos nos consolidar como primeiro, tendo em vista que estamos no melhor Porto ”, concluiu Juarez.

A TCP atualmente tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs/ano, conta com 320 mil m² de área de armazenagem e oferece três berços de atracação, com extensão total de 879 metros, além de dolfins exclusivos para operação de navios de veículos.

ARMAZÉNS – O diretor da empresa Martini Meat, com atuação na área de armazéns frigorificados e de carga geral, Beto Braga, disse que a presença da empresa na Intermodal é fundamental para expandir o mercado de atuação.

“Apostamos muito no Porto de Paranaguá e na sua importância para o cenário brasileiro. O Porto paranaense evoluiu muito nos últimos anos e conseguiu se manter na liderança de exportação e importação”, afirmou Beto Braga.

A Martini Meat está no mercado há mais de 40 anos, atuando em Paranaguá com a exportação de mercadorias por contêineres, sendo o seu principal produto as cargas frigorificadas.

NOVOS PROJETOS – Para o representante do Novo Porto, César Soares, a iniciativa privada tem que caminhar junto com a autoridade portuária e a Intermodal é o exemplo de que esta parceria existe.

“O Novo Porto é um projeto, que já conta com licenciamento ambiental, e que surge no mercado como uma alternativa ao Porto de Paranaguá e estamos aqui nesta que é a maior feira de logística da América Latina para mostrar isso”, ressaltou Cesar.

O Novo Porto será implantado em uma área de 183 hectares e terá sete berços privativos em formato de T.

A INTERMODAL – A abertura da Intermodal South América, nesta quarta-feira (04), contou com a presença do Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella; do diretor da Agência Nacional de Trransportes Aquaviários (ANTAQ), Adalberto Tokarski; do Ministro-presidente de Flandres, Norte da Bélgica, Geert Bourgeois e da Ministra do Mar do Portugal, Ana Paula Vitorino.

O Porto de Paranaguá foi citado como referência – no que se refere a investimentos públicos em andamento – pelo Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

“O Porto de Paranaguá está com a dragagem de aprofundamento em andamento, o que vai aumentar muito a sua produtividade”, disse Maurício Quintella na abertura da Intermodal South America.

A 23a Intermodal South America é considerada pelos executivos da indústria como uma plataforma estratégica para a geração de novos negócios, lançamentos, reforço de marca, vendas e networking.

A FEIRA – A Intermodal acontecerá no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP). Segundo a organização, o evento contará com mais de 600 marcas expositoras e 53 portos de 26 países, entre elas, aeroportos, portos, agentes de cargas, corretoras, despachantes aduaneiros, operadores logísticos, seguradoras, terminais e transportadoras de cargas. A expectativa é receber por volta de 50 mil visitantes, durante os três dias de evento.

Fonte: https://www.portosenavios.com.br/noticias/portos-e-logistica/38278-appa-apresenta-resultados-da-parceria-publico-privada-na-intermodal-south-america

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​