Realizar busca
- 21/09/2018 - 08:48
ANP libera mais R$ 706 milhões para a Petrobras, Sabesp assina acordo bilionário e mais notícias

SÃO PAULO – O radar corporativo desta sexta-feira (21) é bastante movimentado. No radar de Petrobras, está a notícia sobre o pagamento referente ao programa de subsídio ao diesel do governo federal foi aprovado; a petroleira também deve informar à ANP seus interesses em campos terrestres/rasos. 

Confira essa e outras notícias no radar corporativo desta sexta-feira (21):

Petrobras (PETR3)

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Biocombustíveis e Derivados) aprovou medidas para incentivar a retomada das atividades terrestres e em águas rasas de produção de petróleo, como resultado de um grupo de trabalho da própria ANP, que determinou a avaliação do nível de investimentos necessários para atenuar a situação atual de queda da produção e de atividades nesses tipo de operação.

A ANP também aprovou o pagamento de R$ 706,6 milhões à Petrobras referente ao programa de subsídio ao diesel do governo federal, somando agora um total de aproximadamente R$ 1,6 bilhão em subvenções aprovadas à petroleira.

Sabesp (SBSP3)

A Sabesp informou em fato relevante que chegou a um acordo com a prefeitura de Guarulhos, grande São Paulo, e com o Estado para assumir a prestação dos serviços de abastecimento de água e esgoto na cidade

De acordo com o comunicado, haverá um investimento de R$ 1,7 bilhão durante o período do contrato nos sistemas do município e metropolitanos para atender a demanda da cidade- além de “investimentos complementares” realizados pela prefeitura.

O acordo prevê ainda, a suspensão do pagamento de uma dívida do Município com a Sabesp de cerca de R$ 3,2 bilhões, além do abatimento de seu valor até o final do prazo do contrato de prestação dos serviços.

Eletrobras (ELET6)

A 3G Radar Gestora de Recursos, representando seis acionistas, informou ter aumentado sua participação na Eletrobras para 15,01% do total de ações preferenciais classe B ante 10,30% anteriormente. Com isso, a gestora passou a deter 39.852.200 do total dessas ações emitidas pela estatal.

Smiles (SMLS3)

Após cortar as projeções e adotar uma taxa de desconto maior, penalizando um risco de mudança de preços com a GOL (GOLL4) após 2032, o Itaú BBA revisou o preço-alvo para Smiles para 2019 em R$ 60 – o que totaliza um potencial de alta de 36,6% em relação ao fechamento do dia 20. A instituição financeira segue com a recomendação de Outperform (performance acima da média do mercado).

De acordo com os analistas, os próximos meses prometem uma rentabilidade mais baixa para a companhia, porém, a expectativas é que a empresa mantenha sua margem de resgate em torno de 40% e entregue a expansão de faturamento bruto no limite superior da meta de crescimento para 2018.

Com relação à punição dos analistas em Smiles, após a Latam anunciar que não renovará seu contrato com a Multiplus, os analistas afirmam que o cenário mais provável será o de renovação do contrato sob piores termos para SMLS3.

Bancos

O Banco Central regulamentou na última quinta-feira (20) o recebimento de remessas do exterior em reais, diretamente em conta corrente ou conta poupança, sem necessidade de operação de câmbio. Com a mudança, todos os custos da operação podem ficar por conta de quem enviar os recursos.

A medida entra em vigor em 1º de novembro e vale apenas para transferências pessoais que envolvam crédito de até R$ 10 mil.

Mondelez International (MDLZ34)

A Mondelez International, dona de marcas como Lacta, Oreo, Club Social e Trident, está estudando entrar em novas categorias de alimentos, assim como adquirir empresas no Brasil e no mundo. De acordo com o Valor, o plano inclui o reforço de algumas marcas, como a ampliação de linhas de produtos e vendas online, e faz parte dos esforços da companhia para acelerar o ritmo de crescimento global.

 

Fonte: InfoMoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​