Realizar busca
- 02/10/2018 - 08:42
Ampliação do Aeroporto tem 20% de execução em 5 meses

As obras de ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, já chegaram a cerca de 20% de execução em cinco meses de trabalho, segundo informou ontem (1º) a presidente da Fraport Brasil, Andreea Pal. Até agora, a companhia já desembolsou cerca de R$ 200 milhões na expansão e reforma do terminal e da pista a partir de recursos próprios – a conclusão da obra é prevista para daqui a um ano e sete meses, até o início de maio de 2020.

A maior parte, entretanto, será financiada pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). A concessionária oficializou ontem a contratação do empréstimo de R$ 692 milhões do banco, montante correspondente a cerca de 70% do investimento total previsto para a obra (R$898 milhões até 2021). O financiamento deverá ser pago em até 20 anos, com 3,5 anos de carência e taxa de juros, embora não informada, que vai até 5,8% ao ano, conforme as regras da linha.

“Esse é um momento chave, porque já gastamos bastante dinheiro com a construção e agora esperamos receber o primeiro desembolso do BNB”, aponta Andreea Pal. Ela destaca ainda que a concessionária possui um time altamente qualificado para prestar o melhor serviço aos passageiros e fazer esse equipamento ser referência para todo o Brasil.

De acordo com Jocel Gadens, diretor financeiro da Fraport Brasil, o passo é fundamental para dar andamento às obras e concluir no prazo a expansão do Aeroporto. “Os prazos estão de acordo com o cronograma. Houve um atraso no início, mas o desembolso está de acordo com o planejado”, aponta.

Já o presidente do BNB, Romildo Rolim, ressalta que o financiamento é a maior operação do banco no Ceará em 2018. “Um dos nossos objetivos deste ano era fazer essa contratação, tanto das obras o Aeroporto de Fortaleza, com a Fraport, como o de Salvador, com a Vinci, que foi de R$ 516 milhões”, informa.

Reforma

Até novembro, a companhia deverá entregar a reforma da sala de embarque – hoje dividida em duas áreas, que serão unificadas. Desde que assumiu a administração do terminal, no dia 2 de janeiro, a concessionária concluiu a reforma no terceiro piso (onde ficava o terraço panorâmico do Aeroporto), para onde foram transferidos os escritórios da companhia e melhorias imediatas como sinalização, conexão Wi-Fi e climatização.

Atualmente, segundo a Fraport, as obras contam com 700 funcionários, que chegarão a 1 mil até o fim dos trabalhos. Tocadas pelas construtoras Método e Passarelli, as obras incluem a ampliação do terminal para 26 mil m², reformulação do sistema rodoviário, implementação de sistema automatizado de controle de bagagem e de segurança, pontes de embarques, esteiras, elevadores e correias transportadoras de bagagem, entre outras.

Novos voos

Questionado sobre o andamento de negociações com companhias aéreas para a chegada de novos voos ao Aeroporto Internacional de Fortaleza, Jocel Gadens destacou que as conversas são constantes e já consideram a nova capacidade do Aeroporto após o fim das obras.

“A estrutura atual está próxima do limite, que se dá em alguns horários de pico, mas há intervalos que ainda temos capacidade de receber mais voos. O fim da obra, em abril de 2020 não está tão longe e, por isso, nós estamos focando na nova estrutura, já que as negociações não são tão rápidas”, pontua o diretor financeiro da Fraport Brasil.

FNE

De acordo com o presidente Romildo Rolim, o banco já financiou cerca de R$ 2 bilhões em projetos de infraestrutura no Ceará neste ano por meio da linha FNE Proinfra, que inclui também projetos de energia, oferta de água, saneamento básico, telefonia e exploração de gás natural. “A meta para o Estado é de R$ 5 bilhões e temos projetos que estão nas esteiras negociais e técnicas, alguns aprovados em condições pré-contratuais”, destaca o presidente do BNB.

Para a Região de operação do Banco, a meta de aplicação de recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) é de R$ 30 bilhões em financiamentos. Segundo Rolim, até sexta-feira passada (29), já haviam sido contratados R$ 19,4 bilhões a projetos da linha, além de R$ 3 bilhões já terem sido aprovados. “Temos, assim, R$ 22 bilhões em empréstimos contratados, que é um recorde”, aponta.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima

 

Cotação


Cotações de Moedas fornecidas por Investing.com Brasil.
​​